Formação - Comunidade de São Pio X
 
 Comunidade de São Pio X
 Comunidade de São Pio X
Formação
Como se fazer discípulo do Ressuscitado?
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Como se fazer discípulo do Ressuscitado?

Quando sabemos que precisamos trilhar de coração perseverante o caminho do Senhor tornando-se seu discípulo, nos deparamos com nossas fraquezas e nos questionamos como permanecer sem desanimar.


Por isso, acredito que são quatro passos para se manter nessa jornada, cujo prêmio é o céu:


1 - Fazer uma profunda experiência de encontro com o Amado:


Ao ler o relato do chamado de São Mateus, podemos imaginar quão forte e certeiro era o olhar de Jesus:


"Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu" (Mt 9, 9).


São Mateus estava no seu cotidiano simples, trabalhando quando Jesus aparece e ordena: "Segue-me", imediatamente o apóstolo largou tudo e seguiu o Mestre.


Com certeza o olhar do Senhor e esse encontro foram tão fortes, que ajudaram São Mateus durante toda sua vida. E nós? Será que já abrimos nosso coração para viver semelhante experiência?


Aquele que se encontra verdadeiramente com Jesus, não consegue mais ser o mesmo. Sempre que se sente fraco na caminhada, relembra o primeiro amor (Ap 2,4) e recebe novo ânimo para enfrentar o que for preciso para estar sempre junto do Mestre.


2 - Conhecer sua Vontade


A Sagrada Escritura é certeira ao afirmar qual é a Vontade de Deus para nós: "Sede santos, porque eu sou santo" (I Pe 1,16).


Começamos a trilhar o caminho rumo à santidade não ofendendo a Deus. Para isso, os dez mandamentos, devem estar inscritos em nossos corações. Eles não são "mais um assunto da catequese", eles são os dez primeiros passos para uma relação íntima com Deus. Quem ama, não ofende.


Após buscar a prática dos dez mandamentos, o próximo passo é amar com generosidade. A santidade vai além da salvação. Como diz São João da Cruz, "dar tudo pelo Tudo". Ser santo é ir além de não ofender, mas "Tudo dar e dar-se a si mesmo" como diz Santa Teresinha.


Isso não é tão difícil de fazer, pois São Josemaria Escrivá sempre nos lembra que a santidade é para todos. Este amado santo nos diz que devemos não apenas cumprir nossos deveres cotidianos, mas cumpri-los com amor e oferecendo-os a Deus como sacrifício agradável. Busquemos a santidade no nosso dia a dia.


3 - Vida interior e sacramental.


Por fim, alimentar a vida interior com a oração e a busca frequente dos sacramentos deve ser uma constante para quem quer ser um discípulo fiel.


Jesus foi claro ao nos dizer: "Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer" (Jo 15, 5).


É ilusão tentar ser um bom discípulo do Senhor sem a Sua Graça. É necessário uma súplica constante e sincera diante dEle, para que possamos realizar as missões que nos foram destinadas e carregar a cruz que nos levará ao céu.


Santo Ambrósio diz, a respeito das duas conversões que, na Igreja, existem a água e as lágrimas: a água do Baptismo e as lágrimas da Penitência. (CIC, 1429). Portanto devemos recorrer a confissão com frequência e receber a Sagrada Eucaristia, que superior ao pão que sustentou Elias por quarenta dias e quarenta noites (I Reis 19,8), nos sustentará até o céu.


Por isso, a mortificação da carne com os jejuns e abstinências, bem como o fortalecimento da alma através da busca das virtudes é essencial. Em especial as três virtudes teologais: fé, esperança e caridade; como também as quatro virtudes cardeias: prudência, justiça, fortaleza e temperança, devem nortear nossas escolhas, sempre.


Modelo perfeito de virtudes depois do próprio Jesus, é Nossa Senhora. É ela o penhor da nossa salvação. O santo rosário foi usado ao longo dos séculos como poderosa arma contra o inimigo, e os santos são testemunhas fiéis disso. Através da devoção mariana, contamos com a onipotência suplicante da Virgem Maria e somos protegidos de muitos males.


Sejamos convictos que essas são armas eficazes e reconhecidas pela Igreja para nos tornar aquilo que o Senhor sonhou para nós. Foi esse mesmo caminho que os santos trilharam, e é esse mesmo percurso que também devemos fazer para nos tornarmos verdadeiros discípulos do ressuscitado.


Que Deus e Nossa Senhora nos ilumine sempre!


Fonte: Laíne Sousa Trovão, fvc

 
Categoria 1

Categoria 1

Indique a um amigo
 
Contato
 
 

Comunidade de São Pio X

Rua Afonso Pena, 61 - Centro - Campina Grande - PB
(83) 3341-7017
 
 

Copyright @2017 Associação Carismática Católica São Pio X. Direitos reservados.